JOÃO BARRADAS
'PORTRAIT' FEATURING BEN VAN GELDER
JUL 12 | 21:30
fj_POSTS_MUSICOS-03.jpg
Márcia Sofia Lessa
BEN VAN GELDER  sax alto  alto sax
JOÃO BARRADAS  acordeão | acordeão sintetizador  accordion | synth accordion
SIMON MOULLIER  vibrafone  vibes
LUCA ALEMANNO  contrabaixo  double bass
NAÍMA ACUÑA  bateria  drums

Tendo angariado, desde 2000, cerca de três dezenas de prémios nacionais e internacionais, João Barradas conquistou em 2015 nada menos do que dois troféus na “Made in New York Jazz Competition” (na “Solo Instrumental Category” e em “All Categories”). Em 2016, Barradas ganhou o Prémio Jovens Músicos / Antena 2 com o seu grupo ‘Home’, com o qual gravou o seu segundo álbum. Já em 2017, foi eleito, com absoluta unanimidade, “Músico Revelação do Ano” pelo Prémio RTP / Festa do Jazz. No site JazzLogical, foi reconhecido simultaneamente como melhor “Músico Nacional” e como “Músico Nacional Revelação” de 2017.

João Barradas apresenta no Funchal Jazz o seu novo projeto – 'Portrait' –, no qual se faz acompanhar por uma banda que, com um saxofonista holandês, um vibrafonista francês, um contrabaixista italiano e uma baterista espanhola, ilustra muito bem o caráter tão internacional e unificador desta linguagem musical que é o jazz.

João Barradas is the brightest shining new star on the Portuguese jazz scene, as much for his mastery of the accordion as for the new language he has created on such a rare instrument in jazz. Barradas won three dozen national and international awards since 2000, won the 1st prize on both Solo Instrumental Category and All Categories at the Made In New York Jazz Competition, and was the winner of Prémio Jovens Músicos / Antena 2 in 2016.​ In 2017, he was unanimously elected “Músico Revelação do Ano” by the jury of Prémio RTP / Festa do Jazz, after which he was simultanesouly recognized as “National Musican” and “National Musician – Revelation” by the Critics Poll for the JazzLogical website. 

​Barradas is to be seen and heard at Funchal Jazz 2019 with his new project – ‘Portrait’ –, with a band made of musicians from Holland, France, Italy, and Spain, a most perfect illustration of the internacional and unifying character of this musical language we call jazz.